Home Notícias trabalho 316ª reunião do Conselho de Administração da OIT e Migração Laboral

316ª reunião do Conselho de Administração da OIT e Migração Laboral

4 min read
0
Organização Internacional do Trabalho
Organização Internacional do Trabalho
Para melhorar o diálogo de migração internacional de trabalhadores e desenvolvimento profissional a OIT (Organização Internacional do Trabalho) apresentou a 316° Reunião do Conselho de Administração que trouxe como pauta principal o tema “Migrações Liberais”.

De acordo com Sérgio Paixão, coordenador de Assuntos Internacionais do MTE (Ministério do Trabalho e Emprego), a OIT possui incumbência de promover discussões eficazes no sentido de desenvolver a migração de trabalhadores que buscam oportunidades de trabalho em novas terras.

Sérgio Paixão disse que “a Seção aprovou uma solicitação do diretor-geral para realização de uma avaliação da resposta da OIT ao panorama mutante da migração internacional, em particular dos progressos realizados na promoção do marco unilateral para as migrações trabalhistas, com vistas a aportar uma contribuição fundamentada para o diálogo de alto nível sobre a migração e o desenvolvimento”.

Outra discussão do evento que merece destaque foi à inclusão de pessoas com deficiência. Paixão afirmou que a OIT trabalha de maneira tripartite no sentido de formular as declarações estratégicas e os planos de ações para ampliar as chances no mercado de trabalho para o público deficiente. “Por decisão dos membros do Conselho, a OIT deverá promover um trabalho continuado com os organismos regionais e inter-regionais e empresas multinacionais, bem como os governos, empregadores e trabalhadores com o fim de promover o trabalho decente para pessoas com deficiência”, afirmou Paixão.

Em termos gerais existiram outros assuntos de destaque, tais como: Proteção ao meio ambiente, redução da pobreza, desenvolvimento econômico, entre outros. Conselho de Administração da OIT foi à organização que organizou o evento. Instituição integra a estrutura da OIT junto com a Conferência Internacional do Trabalho. A instituição está composta por 56 membros, sendo 28 cadeiras ocupadas por governos, 14 por trabalhadores e 14 de empregadores. O Brasil ocupa uma das dez cadeiras permanentes deste Conselho por ser um dos países de maior importância industrial no mundo.

Discussões sobre Cooperativas Brasileiras na Europa

Paul Singer, secretário Nacional da Economia Solidária do MTE (Ministério do Trabalho e Emprego), levou para a França algumas experiências bem sucedidas no Brasil, relacionadas com geração de emprego e cooperativas em comunidades pobres. O encontro aconteceu em Marselha, na metade do mês de novembro. O secretário nacional demonstra em congresso na França que as cooperativas podem trazer trabalho e inclusão social. Um dos principais materiais demonstrados pelo líder brasileiro foi o conjunto de aspectos positivos conquistados após a implantação do Plano Brasil Sem Miséria.

Foto: comisiontrabajoyseguridadsocial.wordpress.com

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Check Also

Despedidos sem justa causa e combate ao trabalho infantil

A Convenção n. 158 da Organização Internacional do Trabalho afirma que um funcionário R…