Home Mercado de trabalho As vantagens de contratar um deficiente físico

As vantagens de contratar um deficiente físico

4 min read
0
Inclusão de deficientes físicos no ambiente de trabalho
Deficientes físicos no ambiente de trabalho

Quanto mais o país cresce mais existem deficientes físicos. Segundo o Censo de 2000 aproximadamente 14,5% da população geral brasileira possui algum tipo de deficiência, porém, oficialmente são contabilizados quase 520 mil pessoas com deficiências físicas explícitas. Este é um fato que está intrinsecamente ligado a situação econômica e social não só em terras tropicais como também no mundo inteiro, pois de acordo com a OMS, 10% da população de cada nação são portadores de deficiência física. Porém, o que poucas pessoas sabem é que a inclusão deste tipo de trabalhador pode ser extremamente compensadora para capacidade de produção e  união dos funcionários, aspirando de fato uma equipe praticamente perfeita. 

Muitas vezes a deficiência acaba sendo um fator que estimula o empenho do funcionário. A imagem social é impagável. Não só externamente como internamente. A empresa acaba vivenciando um espírito solidário e os outros empregados ficam estimulados, o que afeta também diretamente na produção e concorrência sadia interna.   

A Rede Celpa preenche 5,15% do contingente de sua força de trabalho com empregados deste tipo, sendo que a empresa possui quase 2.500 funcionários. O gerente de Recursos Humanos da Rede diz que a produção esteve em grande evolução e que “o portador de necessidades especiais não está pedindo compaixão às empresas e à sociedade. O que ele quer é somente respeito, o direito à realização profissional e a oportunidade de participar da sociedade como trabalhador e cidadão”.

Segundo a administradora Janaína Pessato Jerônimo, “não basta dar trabalho ao deficiente por filantropia, eles não precisam disso. O que eles realmente querem é ser tratados em condição de igualdade, nada de coitadinho ou coisa do gênero. Eles têm competência de sobra”. Além de serem muito leais, pois a porcentagem de deficientes que abandonam o posto de trabalho é muito baixa devido à grande dificuldade de empregabilidade que infelizmente os mesmos vêem encontrando historicamente no mercado de trabalho mundial.

Os deficientes não almejam medidas preferenciais, pois podem ser considerados até mesmo mais eficientes do que pessoas sem deficiência física, em inúmeros aspectos. Por isso que ter funcionários que convivam bem com as diferenças no ambiente de trabalho é primordial para o êxito na produção. Pois a presença de deficientes físicos somente ajuda a equipe, em todos os sentidos. Romper com o preconceito é necessário e útil para o próprio empreendimento. O filósofo Aristóteles é que estava certo, “é mais fácil ensinar um aleijado a desempenhar uma tarefa útil do que sustentá-lo como indigente”.

Foto: fcassessoriaesportiva.blogspot.com

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Check Also

Despedidos sem justa causa e combate ao trabalho infantil

A Convenção n. 158 da Organização Internacional do Trabalho afirma que um funcionário R…