Home Mercado de trabalho Brasil compartilha experiências de cooperativas na Europa

Brasil compartilha experiências de cooperativas na Europa

4 min read
0
Plano Brasil sem Miseria
Plano Brasil sem Miseria
Paul Singer, secretário Nacional da Economia Solidária do MTE (Ministério do Trabalho e Emprego), vai levar para a França algumas experiências bem sucedidas do Brasil relacionadas com a experiência com geração de emprego e cooperativas. O encontro aconteceu na cidade de Marselha, na metade do mês de novembro. Secretário nacional demonstra em congresso na França que as cooperativas podem trazer trabalho e inclusão social para comunidades carentes e isoladas dos principais centros metropolitanos.

Plano Brasil Sem Miséria

Um dos principais materiais demonstrados pelo líder brasileiro foi o conjunto de aspectos positivos do Plano Brasil Sem Miséria, demonstrando de maneira pragmática o relacionamento do país à economia solidária, utilizando a ideia como ferramenta de inclusão produtiva às populações que vivem nas margens da sociedade no aspecto financeiro.

De acordo com Paul Singer as cooperativas de trabalho representam aspectos fundamentais no sentido de preservar tradições e valores da cultura do trabalho, necessidade de renda e inclusão social. No ambiente, existem espaços para a implantação de organização das atividades produtivas às comunidades carentes. “A gestão participativa dessas iniciativas, também conhecida como autogestão, é uma característica central da economia solidária e contribui para a emancipação das pessoas associadas”, afirma o secretário.

O que são Cooperativas?

Cooperativas são os espaços que servem para que aconteça a convergência dos objetivos e legítimos interesses dos trabalhadores. No modelo cooperado brasileiro se dividem: Responsabilidade solidária, resultado da produção e propriedade coletiva dos bens. A Constituição Federa do Brasil garante os direitos dos trabalhadores cooperados desde julho de 2012, quando foi publicada a Lei das Cooperativas de Trabalho do Brasil (nº 12.690).

PRONACOOP: Programa Nacional de Fomento às Cooperativas de Trabalho

O PRONACOOP serve para auxiliar as cooperativas de baixa renda que não possuem recursos suficientes para manter os negócios, sócios diretos ou garantias constitucionais. “É nosso compromisso obter para os cooperados de baixa renda benefícios tributários já concedidos aos autônomos individuais e uma elevação do valor de seus produtos e serviços mediante formação e assistência técnica e sua inserção no sistema de comércio justo e solidário”, diz Singer.

MERCOSUL e Cooperativas

Valmor Schiochet, diretor do Departamento de Estudos e Divulgação da Secretaria Nacional de Economia Solidária, participou do I Encontro do MERCOSUL sobre Cooperativas Sociais, em São Bernardo (SP); promovido pela Reunião Especializada do Cooperativismo do MERCOSUL.  Schiochet fez palestra sobre cooperativas sociais e empreendimentos econômicos solidários formados de maneira majoritária por pessoas em situação de desvantagem ou com risco social.

Foto: sasuruoca.blogspot.com

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Check Also

Despedidos sem justa causa e combate ao trabalho infantil

A Convenção n. 158 da Organização Internacional do Trabalho afirma que um funcionário R…