Home Estágios Como fazer relatório de estágios?

Como fazer relatório de estágios?

5 min read
0
Fazer o relatório de estágio
Dicas para fazer o relatório de estágio
Relatório de estágio representa documento elaborado de maneira personalizada com o objetivo de relatar a experiência dos profissionais nas empresas. Especialistas em entorno laboral apontam que o estágio representa ponto decisivo na formação dos profissionais. Não estagiar pode trazer barreiras para os trabalhadores seguirem a profissão na própria área acadêmica.

Neste sentido, os relatórios devem trazer informações que salientam todo o aprendizado, em termos de conhecimentos ou domínio das técnicas de trabalho. Todos os detalhes são importantes no momento de realizar o documento que pode decidir o futuro profissional dos estagiários.

Dário de bordo: relatório estágio

Com o diário dos estágios os profissionais podem avaliar no final do curso quais foram os trabalhos desenvolvidos na carreira enquanto esteve atuando no mercado como trabalhador-estudante. Em média geral os documentos do gênero possuem cerca de trinta páginas. Para estágios considerados curtos, de quinze a trinta dias, quinze páginas são ideais. Porém, conforme experiência vivida, nada impede para que este limite seja ultrapassado no sentido de tornar qualitativas à experiência profissional.

Em termos gerais não existem planos ou modelos que devem ser seguidos à risca. O mercado é volátil e cada profissão possui características diferentes. No entanto, alguns elementos são consideráveis imprescindíveis no sentido de realizar o relatório de estágio perfeito, ou pelo menos com poucos erros estruturais:

  • Página de capa
  • Nome e sobrenome
  • Cargo e função
  • Tipo de contrato
  • Logotipo da empresa
  • Coordenadas do local de formação
  • Nome do diretor ou gerente do estágio
  • Planos detalhados compostos por duas ou três partes, com introdução, desenvolvimento e conclusão
  • Desenvolvimento e conclusão
  • Assinaturas

Elementos facultativos: relatórios de estágio

Podem ser anexados arquivos ou arte no sentido de tornar o relatório com maior nível cristalino. Utilize quadros, gráficos, quadros e todos os tipos de arte necessários. O glossário precisa seguir com termos técnicos utilizados no nível profissional, independente do nível acadêmico dos trabalhadores. Em grande parte das vezes ele está colocado na parte inicial do relatório.

Para cargos executivos a presença da bibliografia representa ponto interessante neste âmbito de discussão. Mencione artigos mencionados no relatório, assim como os livros, revistas, entre outros pontos de ordem bibliográfica.

Outra dica adicional interessante está na formulação de frases curtas e simples. Não seja redundante ou prolixo. Traga os elementos críticos para argumentar sobre a experiência. Algumas vezes pode ser necessário preencher opções preconizadas. Procure utilizar layout com caracteres Times Nem Roman ou Arial. Coloque negrito somente nos títulos e subtítulos, talvez com número da fonte maior, por exemplo, Arial16, ao passo que os subtítulos podem ter Arial13 e as letras normais, Arial12. Utilize entrelinha com 1,5cm.

Foto: Foto: davidaolson.blogspot.com

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Check Also

Despedidos sem justa causa e combate ao trabalho infantil

A Convenção n. 158 da Organização Internacional do Trabalho afirma que um funcionário R…