Como fazer um bom curriculum vitae

Dicas para ter o melhor curriculo

A cuidadosa elaboração do curriculum vitae é o ponto mais importante quando marcamos como objetivo encontrar trabalho. Do outro lado temos as empresas, que solicitam novos requisitos para cobrir os postos de trabalho. Se conseguirmos satisfazê-los de forma atrativa estaremos em posição vantajosa frente a nossos competidores na busca de emprego.

A incorporação da mulher ao mercado de trabalho, o aumento da população, e o bem experimentado pelo setor de serviços faz com que cada vez se solicite pessoal mais e mais qualificado, com maior grau de especialização e adaptação às novas formas de trabalho. Também é certo que às vezes isto tem como contrapartida que as exigências sejam maiores, um claro exemplo disto é o inglês, que se pede em cada vez mais ofertas de trabalho. Não porque seja estritamente necessário senão como fórmula para selecionar um currículo.

Cada vez é mais importante, não somente o nível de conhecimentos adquiridos durante a formação, mas também ter uma série de características pessoais, habilidades e atitudes que os trabalhadores terão que desenvolver em seu posto de trabalho. O problema surge quando se tem essas atitudes e conhecimentos, mas não se comunicam de uma forma adequada.

Esperamos te ajudar nestas linhas a encontrar o posto de trabalho que necessita.

Não deve se esquecer nunca que tanto a carta, como o curriculum, são as duas únicas vias de representação que terá no momento de enviar sua candidatura, e que é sobre isto que se emitirão um juízo. Para ser chamado à entrevista de trabalho você depende da apresentação do curriculum vitae em grande parte.

Quando for redigir um curriculum deve estar concentrado em transmitir o melhor de você no papel.

1.- UMA PÁGINA, DUAS NO MÁXIMO

Conselhos úteis:
* Não escreva duas palavras se pode dizer em uma. Por exemplo: NÃO escreva: “Minha função como Chefe de Recursos Humanos consiste em…“. ESCREVA: “Chefe de Recursos Humanos. Funções:…“. As palavras “minha função” e “como” no adicionam nada ao curriculum vitae.

* Não escreva frases inúteis que não adicionem nada. Por exemplo: NÃO escreva: “Quando cheguei não havia ninguém que se ocupasse do meu posto de trabalho e tive que me ocupar de seu desenvolvimento, implantando uma metodologia própria”. ESCREVA: “Desenvolvimento e implantação da metodologia de trabalho”. Vinte e quatro palavras frente a oito para expressar a mesma ideia.

* Evite “frases feitas” e redundantes. “Quero que saiba que…“, fica muito redundante, não diz nada e ocupa espaço.

* Expresse uma ideia em cada frase.

* Utilize:

  • Palavras curtas
  • Frases breves
  • Parágrafos curtos

Isto irá eliminar 30% dos possíveis problemas de comunicação escrita que podem surgir na hora de redatar o curriculum.

* Evite a todo custo que seu curriculum vitae tenha faltas de ortografia. Dá sensação de pobreza e inclusive podem rir de seu currículo. Nunca se sabe quem está do outro lado.

2.- DISPONHA DAS EXIGÊNCIAS DO POSTO DE TRABALHO

Seu currículo deverá refletir as diferenças relacionadas à competência, deverá dar maior ênfase a algumas características, tanto pessoais como profissionais, que lhe façam especialmente apto para o posto.

Por isso é especialmente importante preparar um curriculum vitae para cada posto de trabalho que quiser se candidatar. Analise tranquilamente a oferta de trabalho e averigue que é o que buscam para que faça parte do seu currículo. Isso sim, sem inventar nada.

3.- SEMPRE EM ORIGINAL

Esqueça das fotocópias. Deverá imprimir um original para cada solicitação. Lembre-se que o currículo é a única informação que o selecionador terá de você. Cuide muito da imagem e da apresentação. Que a fonte de texto escolhida possa ser lida sem problemas tanto por seu tamanho como por sua forma.

Conselhos práticos:

Envie sempre uma fotografia original. As fotocópias coloridas hoje em dia estão em alta, mas não são recomendáveis. É preferível não incluir fotografia a menos que se solicite de maneira expressa.

O tipo de papel escolhido pode ser opcional, entretanto, escolha um papel consistente. (Normalmente tamanho A4). A cor não tem por que ser branco. Pode optar por amarelo, azul; sempre tons discretos. Evite as estridências e as cores excessivamente chamativas.

Cuide não somente da apresentação, mas do desenho também. Lembre-se que un currículo original pode nos dizer muito da criatividade da pessoa, e este aspecto hoje em dia é valorizado em todos os postos.

Um exemplo de um bom CV

4.- ESTRUTURA

Cada dado deve estar perfeitamente localizado no currículo, deve estar no anexo correspondente para que seja facilmente localizável, para que a interpretação seja fácil e não deixe lugar a nenhuma dúvida de que é o candidato adequado.

Normalmente os anexos de um Curriculum seguem a seguinte ordem:

DADOS PESSOAIS:

- Nome e Sobrenome
- Endereço: Rua, número, andar, cidade e código postal.
- Telefone: Preferencialmente dois, fixo e móvel. Alguns consultores preferem chamar o telefone profissional. Em qualquer caso especifique, claramente, qual é qual. Imprescindível o telefone móvel.
- Endereço de correio eletrônico. Cada vez tem mais importância e ainda que muitos consultores sigam utilizando o telefone como recurso principal não são poucos os que apostam em novas tecnologias como fórmula de ganhar tempo.

EXPERIÊNCIA PROFISSIONAL

Lembre-se:
NOME DA EMPRESA. DATAS DE PERMANÊNCIA. SETOR

DENOMINAÇÃO DO POSTO. FUNÇÕES.

Com respeito a refletir sua história profissional pode utilizar uma ordem cronológica direta, desde a primeira empresa até a última, ou uma ordem cronológica inversa, desde a última até a primeira, dependerá da experiência que mais te interesse ressaltar.

FORMAÇÃO ACADÊMICA

Estamos nos referindo aos estudos oficiais ou ensinamento adquirido.

Somente se deve vir os de maior conotação. Se tem uma licenciatura não tem porque figurar que possui o título de bacharelado e  graduado escolar. Subentende-se.

Se realizar algum Mestrado deve colocar em primeiro lugar, antes da formação oficial.

A sequência seria:

TÍTULO. CENTRO. CIDADE. DATAS DE INÍCIO E FIM.

FORMAÇÃO EXTRA ACADÊMICA

Destaque aqueles cursos que tenham uma especial relevância com respeito ao posto de trabalho que te interessa, ou que tenham um prestígio reconhecido, ou que sejam de larga duração. Não se esqueça de indicar as horas de duração, com este formato, por exemplo: 100h.

Também pode colocar participação em seminários ou jornadas, sempre e quando estes tenham uma relação muito direta com o posto solicitado. Tendo em conta a grande oferta formativa que existe atualmente, é possível que tenha realizado vários cursos, coloque somente os que tenham relação com o cargo desejado.

CONSELHO: Não inunde o currículo de cursos breves e pouco recentes. Isto pode ajudar ao selecionador a se despistar da informação que realmente te interessa ressaltar. O mesmo ocorre com seminários e jornadas.

IDIOMAS E INFORMÁTICA.

O que importa são os idiomas que conhece e em que grau os domina, baixo, médio, ou alto; se somente os traduz, fala ou pode escrever. Se tem algum título deve resenhar-lo já que é a melhor maneira de saber que nível tem.

Com respeito ao grau de domínio, seja realista, não coloque nem mais nem menos do que a realidade. Podem começar a falar alemão na metade da entrevista. Esqueça da “muleta” Informática a nível de usuário. Isso é como não dizer nada, é preferível que mencione os programas que domina e em que grau.

OUTROS DADOS DE INTERESSE.

Este anexo é opcional. Nele pode incluir dados interessantes a destacar, mas dificilmente enquadravéis nos anexos anteriores, tais como:

Mobilidade geográfica e laboral: em caso de aceitar se mudar temporalmente ou trabalhar em zonas geográficas diferentes.

Carteira de Motorista: Não se esquece de indicar o tipo de carteira que tem. Tambêm é conveniente colocar se tem veículo próprio ou não.

Até pouco tempo atrás, era habitual contemplar um anexo último de Hobbies. Atualmente isto caiu em desuso, considerando-se inclusive infantil. Este dado constitui mais uma pergunta típica da entrevista pessoal, que um dado a incluir no currículo.

5.- COLOCAR DATA NO CURRICULUM VITAE

Um detalhe que a muito passa despercebido é a conveniência de incluir a data no C.V., já que outorga uma referência no tempo, tratando-se de sua situação profissional neste momento e podendo logicamente variar. Esta regra cobra maior sentido sobretudo se tratando de uma carta “em frio”, que não responde a uma oferta de trabalho concreta.

Outro detalhe que aconselhamos é que NUNCA assine o Currículo, já que sua assinatura já está incluída na carta de apresentação anexada. Somente em caso de entregar o Currículo em mãos e sem carta, pode optar por assinar-lo.

6.-NUNCA MINTA

Lembre-se que um bom currículo deve ser:

* Claro, concreto e conciso, a extensão mínima e máxima deve ser de 1 ou 2 páginas.
* Facilite sua leitura o máximo que puder.
* Faça no computador, sem erros nem correções
* Espaçado e com amplas margens
* Remarque os negritos e aspectos mais importantes ou interessantes
* Cuide de todos os detalhes (abreviaturas, datas, etc.)

Foto: Arteortega na Wikimedia Commons

Aqui va el codigo

4 Comentários paraComo fazer um bom curriculum vitae

  1. Raquel disse:

    Obrigada pelas dicas.

  2. ana cristina da silva disse:

    quero trabalhar con urgencia

  3. Floriana disse:

    Eu tenho trabalhado nos últimos anos em uma empresa para selecionar o pessoal da loja. Foi muito lamentável, porque nós tínhamos um monte de currículos e só podíamos ter um momento para ler os dados de cada candidato / a.
    Então, devemos ter 2 ou 3 modelos de currículos, de acordo com a empresa para que esta e se você pegar um monte de, deve incluir tudo em uma página e muito clara e específica para o trabalho que se pretende alcançar, como discutido no próprio artigo.

  4. Redacción disse:

    Boa Dica Floriana! Obrigado!


Deixe uma resposta

*