Home Profissões Como ser um monitor de museus?

Como ser um monitor de museus?

5 min read
1
Descubra como ser um monitor
Monitor de museus

A carreira de monitor em instituições de educação não formal como museus parece um tanto obscura, isso porque os profissionais que atuam nessa função não possuem formação específica em nível técnico ou de graduação: não há um curso de mediação e monitoria em universidades. Diferente do que muitas pessoas pensam, não é o museólogo que atua nessa função e é relativamente fácil fazer parte desse campo profissional tão interessante.

O primeiro fato que é preciso ter em mente é que a contratação de monitores e mediadores por parte dos museus varia muito. Existem instituições ligadas ao Estado que contratam seus mediadores através de concurso público, nesses casos as exigências para o cargo podem ser diversas, desde simples ensino médio, até graduação em uma área específica passando por formação técnica em turismo ou experiência no setor de educação não formal e turismo ou arte (variando de acordo com o enfoque da instituição).

Nesse caso do concurso público basta ficar atento ao perfil desejado, ver se enquadra-se e prestar a prova. Contudo essa não é a forma mais comum de contratação de monitores e mediadores. Mesmo em instituições públicas a maior parte desses funcionários tem um caráter de contratação temporária. Muitos são estagiários e outros trabalham em caráter de escala em função do serviço.

Os estagiários são em sua maioria estudantes de graduação ou ensino médio. Nesses casos normalmente a instituição oferece um curso para preparar os interessados em atuar na mediação do museu. É importante ficar atento nos fins e inícios de semestre, quando esses cursos são abertos, normalmente divulgados nos sites das instituições. Muitos deles não tem custo algum, e os melhores candidatos ganham então as vagas para atuar na instituição. Também pode ser requerida que a formação do candidato tenha relação com a área que vá atuar, portanto busque museus e galerias de arte se sua formação é nessa área ou museus e centros de ciência se é da área de exatas.

Como muitas dessas instituições possuem setor educativo que planeja atividades voltadas para o público escolar, pedagogos e licenciados tem mais chances de atuar na área. Algumas instituições possuem monitores de vários níveis, sendo eles com formações diferentes que vão desde o ensino médio até a graduação e experiência específica na área. Vale a pena investir nessa carreira quem gosta de frequentar museus e se relacionar com as pessoas. Como não é regularizado como profissão a remuneração não é tão alta, contudo é um comum primeiro emprego para quem se interessa, pois não exige experiência na maior parte dos casos.

As dificuldades da profissão ficam por conta dos horários de trabalho, podendo ter que atuar frequentemente nos finais de semana e feriados, dias em que essas instituições recebem mais visitantes. No entanto, é um ótimo e agradável local para atuar profissionalmente e desenvolver importantes habilidades, verdadeiramente apaixonante.

Foto: etgandiamaritima.wordpress.com

One Comment

  1. Ariel Reis

    25 janeiro, 2015 at 5:45 pm

    Olá, lí sua matéria e achei muito interessante e bem escrita. Pretendo atuar nesta área, portanto me foi muito útil. Obrigado.

    Reply

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Check Also

Saiba mais sobre franquias virtuais

As franquias virtuais, ainda não muito conhecidas no Brasil são uma forma cada vez mais po…