Home Entrevista de emprego Dificuldades em entrevista de emprego

Dificuldades em entrevista de emprego

4 min read
0
Dificuldades em entrevista de emprego
Entrevista de emprego
A maioria das entrevistas de emprego é formal. Os candidatos se vestem um pouco melhor na roupa necessária para o encontro. Além disso, algumas profissões diferentes, como os artistas, têm testes de ênfase colocados sobre a capacidade de desempenho. Em muitas empresas as avaliações estão sendo cada vez mais utilizadas, especialmente para cargos de pós-graduação, que podem incluir tarefas de análise, atividades em grupo, exercícios de apresentação e testes psicométricos.

O objetivo da apresentação no cenário pode estar na demonstração das habilidades dos candidatos e habilidades para realçar o conhecimento de determinado assunto provável de se relacionar intimamente com a candidatura.

A decisão de contratação ruim hoje em dia pode ser cara para uma organização com o custo do aluguel, treinamento, pagamento de indenização, a perda de produtividade, o impacto sobre o moral, o custo de nova contratação, entre outros exemplos. Estudos indicam que 40% dos novos executivos falham em nos primeiros dezoito meses em um novo emprego.

Entrevista tipo estresse

Entrevistas de estresse ainda estão em uso comum na atualidade. Elas servem para explicitar melhor o comportamento. Um tipo é quando o empregador utiliza uma sucessão de entrevistadores, cuja missão é intimidar para que o candidato fique fora do equilíbrio. O propósito ostensivo está em descobrir como o candidato lida com o estresse. Entrevistas podem envolver testes do comportamento de candidatos em ambiente ocupado. Perguntas sobre a manipulação de sobrecarga de trabalho são utilizadas na situação.

Outro tipo de entrevista estresse pode envolver apenas um único entrevistador, que se comporta de forma desinteressada ou hostil. Por exemplo, não pode fazer contato com os olhos, mas sim suspirar em respostas do candidato, interromper, voltar às costas, atender chamadas telefônicas durante a entrevista ou fazer questões em estilo humilhante e desafiador. O objetivo é avaliar como o entrevistado lida com pressão ou propositadamente para evocar respostas emocionais.

Esta técnica também foi utilizada em protocolos de pesquisa que estudam o estresse e comportamento tipo A (coronária propensa) porque evocaria hostilidade e até mesmo mudanças na pressão arterial e frequência cardíaca em sujeitos do estudo.

Chave do sucesso

A chave do sucesso para o candidato é personalizar o processo seletivo. O entrevistador está atuando no papel de forma deliberada e calculadamente tenta “sacudir a gaiola”. Uma vez que o candidato percebe que não há nada de pessoal por trás da abordagem do selecionador é mais fácil lidar com as questões de forma calma e objetiva.

Foto: korisni-savjeti.blogspot.com

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Check Also

Despedidos sem justa causa e combate ao trabalho infantil

A Convenção n. 158 da Organização Internacional do Trabalho afirma que um funcionário R…