Mercado de Trabalho nos Estados Unidos

Índice de desemprego recua 0,1% nos Estados Unidos

Os analistas ficaram frustrados com o baixo crescimento dos novos postos de trabalhos

Os analistas ficaram frustrados com o baixo crescimento dos novos postos de trabalhos

Barack Obama recebeu um presente as vésperas do feriado da Pascoa. O índice de desemprego recua 0,1% entre fevereiro (8,3) e março (8,2). Depois de ligeiras altas a taxa resolve demonstrar queda mínima segundo dados oficiais. Os republicanos afirmam que houve manipulação nos dados que ainda continuam em crescimento, rumor que casou movimentações para baixo nas principais bolsas norte-americanas.

Os analistas dos governos ficaram frustrados com o baixo crescimento dos novos postos de trabalhos. Em março foram geradas cerca de 120 mil vagas enquanto que a situação esperava no mínimo 200 mil.

Jobs Act: O presidente Barack Obama aproveitou a queda para anunciar novo plano governamental que ambiciona incentivar a criação de novos trabalhos principalmente entre as pequenas empresas. Projeto teve apoio de republicanos e democratas no congresso. No discurso, depois de ter assinado a lei, Obama comemorou a queda, mas ressaltou que ainda falta muito para o mercado de trabalho chegar ao cenário ideal.

Auxílio desemprego: Os pedidos do benefício diminuíram segundo relatório divulgado na metade do mês passado. Este representa um dos principais indicadores do mercado norte-americano, fator que explícita certa confiança na recuperação mercadológica na esfera de trabalho.

Departamento do Trabalho afirma ser o melhor crescimento registrado desde março de 2011, queda de 27 mil pedidos, chegando ao número de 365 mil. Alguns especialistas apontavam para 380 mil devido ao cenário decorrente nos meses passados.

Bolsa em queda

A taxa do auxílio desemprego simboliza indicador elementar para traça a melhor realidade do mercado de trabalho norte-americano. De forma pragmática, os dados econômicos somente podem crescer quando a geração de empregos não está comprometida.

Mesmo com a diminuição dos benefícios houve queda nas principais bolsas dos Estados Unidos. Principal motivo intimamente ligado à baixa geração de emprego da atualidade. Os setores de serviços e varejo foram os principais causadores das quedas.

Mississipi: Estado que possui menor renda per capita está na lista das regiões americanas que sofrem com desemprego. Com a crise econômica mundial aumentou o numero de pessoas dependentes do Estado. Local conhecido pelas inspirações causadas em líderes como Luther King.

Na época do auge da produção do algodão chegou a ser quinta maior economia dos Estados Unidos, obtendo destaque continental. Hoje em dia está na 50° posição do ranking, sendo um dos estados mais pobres de toda região norte-americana. Com média que chega a ser além do dobro nacional, Mississipi possui 20% na taxa de desemprego

Aqui va el codigo

Deixe uma resposta

*