Home Mercado de trabalho Nordeste é destaque na geração de emprego

Nordeste é destaque na geração de emprego

4 min read
0
Bons dados na geraçao de emprego no Brasil
Bons dados na geraçao de emprego no Brasil
Os números evidenciam resultados positivos em todos os meses do ano até então, evidenciando o cenário otimista do mercado de trabalho brasileiro. De janeiro e setembro foram gerados quase 1,5 milhão de empregos formais em solos nacionais, cuja maioria foi originada na região Nordeste, ao invés do Sudeste, que normalmente lidera a geração de emprego mensal no território nacional. Região nordestina é destaque na geração de emprego em setembro de 2012.

Destaque na região do nordeste!

O grande destaque ficou por conta da região de Alagoas que gerou 27.572 postos de trabalhos, ficando acima de São Paulo, com 26.339 postos. Contabilização é feita pelo CAGED (Cadastro Geral de Empregados e Desempregados), registro administrativo relacionado com o MTE (Ministério do Trabalho e Emprego), no qual as empresas precisam registar as movimentações de funcionários contratados e demitidos.

No mês de setembro foram gerados aproximados 150 mil postos de trabalho no Brasil inteiro. Expansão de 3,6% se comparados os dez primeiros meses de 2011. Praticamente todos os setores da economia demonstraram crescimento no nível de empregos do mês. A Indústria de Transformação demonstra que em termos absolutos foram gerados 66.191 postos de trabalho no mês de setembro, maior resultado entre todas as atividades econômicas consideradas básicas.

Na sequência está o setor de serviços, como aumento de 55 mil postos de trabalhos gerados em setembro, seguido por: Comércio (+ 35.919 postos) e Construção Civil (+10.175 postos). Interessante notar que o setor agrícola em decorrência dos motivos sazonais foi à única atividade econômica que demonstrou queda em virtude de motivos sazonais: -19.014 postos.

Nos limites geográficos o destaque absoluto por conta do crescimento de emprego no Nordeste de 77.246 postos de trabalho, valor de quase 30 mil a mais se comparado com os resultados do Sudeste (43.749). Na sequência estão: Sul (+24.731 postos), Centro-Oeste (+5.414 postos) e Norte (+5.194 postos). Interessante notar que nas nove áreas metropolitanas principais do país foram gerados 60.425 postos, crescimento de 0,38% comparado com o existente nos doze meses anteriores.

O aumento na região nordeste represente crescimento direto de 1,17% de comparado com os dados computados em agosto. A Indústria da Transformação foi responsável pelo desempenho considerável na geração de emprego de emprego formal, isto é, de carteira assinada, gerando quase 43 mil vagas efetivas. Da respectiva contabilização o destaque está em Pernambuco, com 10.513 vagas. O Ceará por sua vez contabilizou 3.555 vagas das 9.478 vagas no setor de serviços.

Foto: lancecomunicacaoemkt.blogspot.com

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Check Also

Despedidos sem justa causa e combate ao trabalho infantil

A Convenção n. 158 da Organização Internacional do Trabalho afirma que um funcionário R…