O que faz um Bacharel em Arqueologia; Arqueólogo

Confira o que faz um Bacharel em Arqueologia; Arqueólogo

Conheça o que faz um bacharel em arqueologia

A história da humanidade deve muito para este tipo de profissional que procurar artefatos no intuito de evidenciar fatos históricos. Deixando a sociedade mais prepara para entender o passado e focar no presente no intuito de realizar um futuro com maior valor cultural. As escavações são intimamente presentes no itinerário do arqueólogo. Arqueologia representa a ciência que estuda todas as sociedades de humanidade utilizando objetos construídos do passado. Confira o que faz um Bacharel em Arqueologia; Arqueólogo.

Função do arqueólogo: Basicamente estuda os materiais encontrados em subsolos, nos quais civilizações antigas estavam acostumadas a enterrar tesouros. Ossos de dinossauros e outras espécies antigas também podem entrar nas análises do itinerário. Na universidade são ensinados conteúdos históricos e conceitos técnicos para que as análises possam ser realizadas de forma qualitativa.

Marcas deixadas no solo, composições ou coloração da terra já servem como pistas colossais para tirar conclusões conceituadas. Somente depois destas análises prévias são autorizadas as escavações. Ou seja, arqueólogo é o principal responsável neste âmbito de discussão.

O arqueólogo também atua em centros de pesquisas alocados em centros acadêmicos. Consulta relatórios relacionados com sítios arqueológicos em inúmeras empresas, principalmente em construtoras.

O Conselho Nacional do Meio Ambiente afirma que somente depois de análise das características arqueológicas podem ser concedidos alvarás para construções de estradas, ferroviais pontes, hidrelétricas, entre outros.

Mercado de trabalho: No Brasil este tipo de profissional ainda não encontra muitas vagas de emprego. A primeira turma se formou em 2008, muito pouco tempo para que as práticas se desenvolvam qualificadamente como em outras grandes nações do mundo.  As ofertas das vagas são limitadas ao resgate de patrimônios arqueológicos para instalação de grandes empreendimentos. O salário inicial gira em torno de R$ 3 mil.

Este campo de trabalho também abre espaço para os setores como educação patrimonial das grandes instituições, casas de cultura e museus espalhados por todo país. O governo também oferece alguns postos de trabalhos em concursos públicos.

Pós-graduação e área ambiental: A grande novidade deste mercado está interligada com áreas ambientais. Empresas se preocupam com multas aplicadas pelo o governo que diariamente aperta o cerco, e consequentemente contratam pessoal com graduação ou mesmo pós-graduação direcionada para arqueologia. Muitos especialistas indicam que o título de especialista vale muito mais do que a graduação. Por exemplo, historiadores graduados na área possuem maiores chances de conquistarem empregos do que arqueólogos que somente têm graduação.

Universidade

O conteúdo programado das universidades possui enfoque na pré-história e história do Brasil pré-colonial. Outras matérias ligadas com educação ambiental e cartográfica também estão certamente presentes na grade acadêmica.  A maioria das horas é exercida com situações práticas das rotinas trabalhistas. Entre as melhores universidades cabem três destaques:

• Universidade Federal do Piauí: Convênio com oito universidades estrangerias de alto renome no mercado. Sua nota de corte é baixa uma vez que arqueologia está na lista entre os cursos menos concorridos na contemporaneidade. Maiores informações no e-mail “cede@ufpi.edu.br”.

• Universidade Federal do Rio Grande do Sul: Também está intimamente ligada com instituições estrangeiras. Corpo docente com profissionais renomados. O processo seletivo abre 40 vagas em cada nova temporada. Telefone: (53) 3233-6500; E-mail: Prograd@furg.br

Atenção! As duas instituições não possuem arqueologia participando do FIES. Curso com duração de 04 anos.

• USP: Além da graduação, a Universidade de São Paulo também oferece cursos de curta- duração. Normalmente o ingresso para o mês de estudo custa aproximadamente R$ 200. Pode ser indicativo preciso para saber se vale à pena fazer curso de 04 anos.

Leia mais

O que faz um historiador?
Guia de profissões: O que faz um marceneiro?

Foto: chiclayoactual.com

Aqui va el codigo

Deixe uma resposta

*