Home Mercado de trabalho Recém-formado e estereótipos no mercado de trabalho

Recém-formado e estereótipos no mercado de trabalho

4 min read
0
Recém formados no mercado de trabalho
Recém formados no mercado de trabalho
No mercado de trabalho mundial acontece fenômeno parecido, ou seja, a crença de que profissionais recém-formados em cursos superiores não são qualificados para assumirem postos de trabalho, principalmente quando os candidatos não estagiaram em algumas das áreas relacionadas com o campo profissional de atuação.

Os jovens da geração Y não possuem reputações negativas nos ambientes de trabalho afirma Lindsey Pollak, no livro: Da escola para o mercado de trabalho: 90 dicas para conseguir um bom emprego, que entrevistou alguns empresários sobre o tema dos recém-formados no mercado de trabalho. Em suma grande parte das repostas negativas foram:

  • Constante desejo por retorno financeiro e gratificações instantâneas
  • Alto nível de preguiça
  • Falta de ambição em crescer dentro da carreira
  • Poucas habilidades que respaldem a confiança do empresário

Neste sentido, candidatos recém-formados que não possuem estes defeitos possuem chances consideráveis de conquistarem a vaga efetiva. O objetivo somente se torna fácil e prazeroso quando os candidatos trabalham na área em que realmente deseja atuar por toda a vida profissional.

Estereótipo do recém-formado no empresariado

Em termos gerais nenhum tipo de estereótipo pode ser considerado como único, sendo que os recrutadores com o respectivo raciocínio podem perder a oportunidade de contratar profissionais que realmente estão empenhados em exercer todas as atividades conforme as regras institucionais do empreendimento.

No entanto não se pode negar o pensamento de baixa qualidade na mão-de-obra recém-formada que existe na grande parte do empresariado mundial. Cortesia e humildade são dois fatores que contam em níveis consideráveis pra conquistar a vaga de emprego, ponto no qual os jovens da atualidade de maneira geral estão perdendo. Simples atributos são considerados diferenciais gigantes por grande parte dos selecionadores de vagas oferecidas pelas grandes empresas.

Seja um visionário no ambiente de trabalho

Profissionais jovens com inteligência sabem aprender com os erros dos outros, isto é, procuram absorver o máximo das palavras ditas pelos profissionais experientes e por consequência possuem menores chances de errarem no futuro. Retorcer o nariz e ignorar os conselhos pode representar sentimento de arrependimento em épocas futuras.

Em busca do ambiente de trabalho perfeito

O ambiente de trabalho medido como perfeito acontece quando existe intercalação perfeita entre os jovens e velhos no intuito de aprimorar a produção em consequência dos ambientes democráticos, nos quais as idades conversam entre si e chegam aos acordos que deixam todas as partes felizes para seguir o itinerário com confiança na equipe e no próprio trabalho.

Foto: trabalhenopara.blogspot.com

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Check Also

Despedidos sem justa causa e combate ao trabalho infantil

A Convenção n. 158 da Organização Internacional do Trabalho afirma que um funcionário R…