Home Trabalho no exterior Requisitos para trabalhar nos Estados Unidos. Confira o visto necessário

Requisitos para trabalhar nos Estados Unidos. Confira o visto necessário

5 min read
0
Visto de trabalho para os Estados Unidos

Brasil e EUA apertam o laço de amizade diariamente. As relações amistosas ficaram explícitas quando há alguns anos George Bush foi recebido por Lula em terras nacionais. Desde então, mais brasileiros desembarcam na região para comprar produtos, utilizar serviços, estudar e encontrar emprego. Entretanto, para cada trabalho são exigidas licenças antagônicas. Conheça os principais Vistos de Trabalho para trabalhar nos Estados Unidos. Ressalta-se que todas as licenças devem ser solicitadas no consulado americano.

            • B-1. Visitors for Bussines (Visitantes para Negócios): O primeiro fato que deve ser comprovado são os legítimos objetivos que devem ser provados documentalmente às autoridades. Todo período de estadia deve ser limitado, sendo que vínculos residenciais relacionados com país de origem devem ser comprovados, explicitando desejo de voltar à terra natal. Interessados devem desembolsar R$ 180 (US$100) além de conter passaporte válido por mais de seis meses e fotos de 37X37 mm com fundo claro.

            • E-1. Treaty Traders (Tratado de Comerciantes): Quase todas grandes nações negociam com este país. Quem almeja negociar produtos, bens manufaturados ou matérias primas deve possuir esta licença. Dependendo da região do requerente existe maior tempo para conquistar o documento. Empresas brasileiras ainda precisam esperar longo período, além de comprovar eficiência no respectivo setor produtivo. R$ 110 (US$ 60)

            • E-2. Treaty Investors (Tratado dos Investidores): Pessoas de boa índole podem investir capital em empresas norte-americanas que estejam legalizadas. Tanto operadores como investidores estão sujeitos aos trâmites da lei. Neste sentido, golpes de pessoas que almejam ingressar no país ilegalmente por este viés acabam normalmente acarretando revés. Deve ser desembolsado R$ 80 (US$ 45) para obter está licença que não garante estadia no país.

• H. Temporary Workers and Trainees (Trabalhadores Estagiários e Temporários): O empregado vai solicitar pedido à Secretária de Trabalho dos Estados Unidos, incumbida de autorizar oficialmente a jornada de trabalho. Estes perfis podem ficar até seis anos no país. Qualquer queixa encaminhada ao Secretário pode acarretar na súbita remoção da licença.

            • I. Representatives of Foreign Information Media (Representantes de Meios de Informação Estrangeiro): A imprensa internacional necessita estar autenticada quando feito noticias, o mesmo ocorre com cineastas, publicitários entre outros objetivos que também visam lucratividade comercial. Toda equipe necessita do Visto I. R$ 80 (45 US$)

            • L-1 Intracompany transferes (Transferências internas de companhias): Todos os funcionários precisam estar registrados legalmente, onde empreendimentos devem assegurar a Residência dos mesmos. Contabilidade e Gestão Executiva são dois cargos que mais buscam este tópico. R$ 80 (US$ 45)

            • R. Religious Workers (Trabalhadores Religiosos): Mesmo missionários não estão isentos de pagar a taxa de R$ 80 (US$ 45). Os locais de permanência devem ser informados previamente. Após o “11 de Setembro” esta licença recebe bastante controle por parte das autoridades.

            • O. Persons of  Extraordinary Ability (Pessoas com Habilidades Extraordinárias): Na área de comunicação as regras expostas anteriormente ainda são válidas. A aclamação nacional pela pessoa física deve ser explícita. Cidadãos com desempenhos artísticos ou trabalhos com OVNI são convidados com frequência. R$ 80 (US$ 45).

             • F1. Students (Estudantes): Originados principalmente para formandos ou formados residentes. Existem diversos programas de trabalhos para jovens que somente aceitam candidatos com Visto F1. R$ 80 (US$ 45).

Leia mais:
Encontre trabalho no exterior
Como tirar Visto Turismo para os Estados Unidos

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Check Also

Despedidos sem justa causa e combate ao trabalho infantil

A Convenção n. 158 da Organização Internacional do Trabalho afirma que um funcionário R…