Home Profissões Um barman em São Paulo

Um barman em São Paulo

5 min read
0
Conheça as principais caracteristicas do barman, uma profissão em crescimento.

As noites da capital paulista estão cada vez mais agitadas. As festas oficiais crescem com a mesma proporção que as novas agências que trabalham com os diversos segmentos do mercado de eventos. Um destes que a cada dia demanda mais mão-de-obra é a atividade de barman. É muito fácil se tornar um, porém as características de um grande especialista em bebidas estão além do mero preparo do coquetel.

A maioria dos eventos da cidade se transforma em balada, disto a necessidade da contratação destes profissionais. Como muitos sabem, a plenitude do regime de trabalho no mercado de eventos é autônoma, naturalmente que a grande parte dos barmans da capital se encaixa no mesmo regime trabalhista. Mesmo assim, existem aqueles que exercem a profissão como principal fonte de renda, pois, apesar do não registro em carteira, o mercado de eventos nesta área possui cachês altíssimos por noite de trabalho.

Existem diversos cursos para barman. Eles são bons para quem almeja fazer certo tipo de malabarismo com garrafas que atrai atenção, ou aprender algumas receitas que normalmente são ensinadas na rotina do trabalho. Agora, com relação ao tratamento diferenciado, o melhor conhecimento está na prática.

Existem diversas agência que trabalham com serviço de barman sendo que para o preenchimento da maioria delas não é necessário ter feito curso específico na área. Muitas vezes nem experiência é requerida. A maioria dos novatos que demonstram empenho, facilidade em apreender e noções de liderança acabam sendo contratados como trabalhadores efetivos na própria ou em outra agência concorrente.

A disponibilidade de horários é essencial para o sucesso na profissão, preferencialmente à noite, virando a madrugada e encerrando o expediente ao nascer do sol. Em contra partida os funcionários normalmente possuem controle sobre a própria escala. Os principais eventos que demandam este tipo de serviço são: Aniversários, casamentos, formaturas e eventos musicais. Os meses de maior fluxo de eventos são: janeiro – fevereiro, junho – julho, novembro – dezembro.

Muitos podem confundir o Barman com o psicólogo. Estar disponível para ouvir todos os tipos de histórias acaba sendo uma marca destacável. Muitos pensam que as caixinhas são oriundas de um drink bem feito, errado, pois o diferencial mesmo está no atendimento. Muitas vezes, dependendo do número de convidados que o evento abrange, o barman acaba virando barback – auxiliares que recarregam os produtos utilizados para preparação do coquetel, com isso o Barman não precisa se preocupar com outra coisa se não ficar parado fazendo a bebida. São utilizados quando o fluxo de convidados é alto.

Para ser um Barman existem diversos caminhos. A indicação acaba sendo um diferencial importante, mas não fundamental. O curso profissionalizante fica em detrimento da experiência, a melhor escola. A maioria das agências da área possui site na Web para cadastro. Mesmo sem indicação, qualquer um é fatalmente chamado, pois a demanda é extraordinariamente alta. Uma ótima oportunidade também para quem busca o primeiro emprego.

Leia mais

Conheça divertidas histórias sobre a vida de um barma

Foto: RayDS

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Check Also

Despedidos sem justa causa e combate ao trabalho infantil

A Convenção n. 158 da Organização Internacional do Trabalho afirma que um funcionário R…