Home Profissões A carreira de um engenheiro químico

A carreira de um engenheiro químico

3 min read
0
Carreira de um engenheiro químico
Trabalho de um engenheiro químico

Atuando diretamente no desenvolvimento de processos químicos na fábrica, sua função é dimensionar equipamentos e definir etapas da fabricação. O mercado teve um crescimento bastante significativo nos últimos 5 anos, por causa das descobertas do pré-sal e o uso de energias renováveis. As áreas mais importantes no momento para o engenheiro químico são as de petróleo, biomassa e farmacêutica, além de outras de pesquisas tecnológicas e científicas.

As maiores ofertas de trabalho são na região sudeste, como São Paulo e Rio de Janeiro. No Ceará e em Pernambuco também há um grande número de contratados, por causa da instalação de siderúrgicas e de refinarias de petróleo. Na maioria das empresas este profissional deverá se preocupar com a natureza, projetando e implantando processos industriais não poluentes. O salário inicial é de R$ 3.732,00 trabalhando 6 horas por dia.

Na faculdade, o aluno aprenderá matérias básicas da engenharia, como física e matemática. A partir do terceiro ano, as matérias aplicadas são foco de estudo, como o de processos físico-químicos, reações, termodinâmica e outros fenômenos. A maioria das aulas é no laboratório. Desta forma, o estudante já irá se acostumando com o ambiente de trabalho. A duração média do curso é de 5 anos.

O engenheiro químico poderá atuar em diversas áreas. No desenvolvimento, irá aperfeiçoar diversos produtos e introduzir novas tecnologias na produção. Nas fábricas, poderá coordenar operações industriais, implantando métodos para a melhoria de produção e redução de custos. Ele se preocupa com meio ambiente, criando métodos para a preservação ambiental. Junto com outros engenheiros, poderá construir fábricas, desenhar projetos de equipamentos e atuar na logística.

Uma das companhias que procuram bastante este profissional é a Petrobrás, mas existem outras como as de gênero alimentício e de celulose. Há um curso bastante similar, chamado engenharia agroindustrial, que lida com fertilizantes e biocombustíveis. Em relação ao mercado de trabalho, ele é bastante estável para a contratação desse profissional. Com o fortalecimento da indústria petrolífera no Brasil, a procura pelo engenheiro químico irá aumentar nos próximos anos.

Foto: trabalhenopara.blogspot.com

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Check Also

As tarifas de táxi nas principais capitais do Brasil

Na Copa do Mundo de 2014 no Brasil, as tarifas de táxi irão variar bastante de acordo com …