Home Mercado de trabalho Alto índice de desemprego e descrença dos jovens no mercado de trabalho

Alto índice de desemprego e descrença dos jovens no mercado de trabalho

4 min read
0
Os Jovens e o Mercado de Trabalho

De acordo com a OIT (Organização Internacional do Trabalho) as novas gerações de jovens espalhadas pelo mundo podem ficar com traumas irreversíveis devido à problemática mundial da falta de emprego. Os protestos aumentam pelo mundo que não consegue dar respostas positivas para nova geração. Nenhuma nação consegue se destacar neste cenário. As quedas ou estagnações em nível de criação de novos postos de trabalho são bastante contumazes em épocas contemporâneas. OIT diz que o alto índice de desemprego existente no mundo pode causar traumas seríssimos na população mais jovem.

Salários baixos e cenários sombrios!
O estudo aponta que além do desemprego as renumerações também devem se encontrar em baixa por longos períodos, sendo que a inflação não deve ficar congelada, onde o poder de consumo permanece com seus dias contados. Sem contar que este fato é decorrente simplesmente nas maiores economias do mundo. Os trabalhadores com menos renumeração se proliferam nas grandes nações do capitalismo.

Os salários correm grande risco de permanecerem baixos no futuro. “Esta frustração coletiva dos jovens foi um dos motores dos movimentos de protestos que ocorreram neste ano em todo o mundo. Está cada vez mais difícil para um jovem conseguir algo diferente de um trabalho por meio período ou temporário”, atesta o relatório da OIT.

Relatório 2010: No ano passado a Organização já tinha divulgado estudo relacionado com o impacto da crise nos mais diferentes mercados de trabalho espelhados pelo mundo. Foram consultadas pessoas com idade entre 15 e 24 anos. Vale ressaltar que os números foram atualizados este ano uma vez que a econômica mundial encontra-se cada vez mais vigente.
Este estudo aponta 2009 como o pior relacionado com a problemática. Ocorreu aumento de quase cinco milhões de jovens sem emprego nos grandes países do planeta.

Os números de 2007, ano que precedeu a explosão da bolha, explicitamente mostram como o cenário atual é tenebroso: Menos de 100 mil trabalhadores com pouca idade desempregados. Valores que evidenciam muito bem o motivo da revolta dos cidadãos mais jovens de grandes países europeus.

Não existe muita perspectiva cristalina de crescimento para 2011. No ano passado foram somados mais de 75 milhões de desempregados com este perfil, sendo que para o final deste está sendo estimado 74,6 milhões.
A Irlanda é um dos países mais afetados pelo desemprego de jovens, aumento drástico de 2007 (9%) para 2010 (27%). Queda de 19 pontos percentuais! Entretanto os irlandeses possuem uma das mais altas médias salariais.

Foto: Afonso Nogueira no Picasa

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Check Also

Despedidos sem justa causa e combate ao trabalho infantil

A Convenção n. 158 da Organização Internacional do Trabalho afirma que um funcionário R…