Home Formação Como fazer um clipping

Como fazer um clipping

5 min read
1
Aprenda como fazer um clipping neste post

Quando uma empresa ou alguma pessoa pública se torna muito famosa o controle das informações divulgadas a respeito se torna bem difícil. É com o intuito de organizar este amontoado de informação que existe o clipping. Neste artigo, aprenda o que é e como fazer um clipping de forma quantitativa e qualitativa.

De maneira resumida pode-se dizer que clipping é o recorte de uma notícia, ou de qualquer tipo de informação divulgada nas diversas mídias que estejam relacionadas com o assessorado, para determinado arquivo interno que serve como fonte de análise e organização das matérias jornalísticas.

Antes existia o trabalho de deadline, aonde as informações chegavam para os entrevistados somente como recordação, já hoje em dia existem diversas agências especializadas em clipping. Atualmente esta função é conhecida na maioria das empresas como “gestão de informação”.  A informação pode ser facilmente administrada através do acesso pela internet, este é o principal motivo do florescimento de empresas do gênero.

Um clipping de notícia pode ser realizado pelos meios: Impresso, eletrônico e em tempo real (web). Eles são organizados a partir da leitura, nível de interesse do assessorado e acompanhamento de atualização de notícias. Inicialmente organize no modelo um sumário sobre as notíciassipagemo assessoramento.  retorno do assessor de imprensa. , coloque as informações em ordem de importância. Depois siga o documento com as súmulas organizadas conforme o índice.

As súmulas devem estar ordenadas da seguinte forma: veículo, título da reportagem ou assunto, canal (programa de TV, rádio, revista, jornal, web), programa, horário e endereço eletrônico da publicação. Em cada uma existirá uma pequena sinopse, breve ressumo das notícias que estão em maior circulação. Este texto deve ser bem direto e conciso; aproveite o espaço para dizer se enfoque foi positivo ou negativo.

Quando existirem textos científicos que utilizem o assessorado como fonte de informação cabe ao jornalista a adequação do texto, salvo nos casos onde o jargão utilizado na matéria seja complacente com a produção do contratante, em outras palavras, quando o mesmo não precisar da tradução.

Procure reunir o maior número possível de conteúdos especializados no mesmo segmento que o assessorado, estes trabalham com o mesmo público específico ao passo que divulgam a movimentação das empresas específicas, os conceitos da área e a opinião dos clientes. O sistema de avaliação do noticiário deve ser ampliado pela inclusão de critérios quantitativos. O contexto de injeção deve ser registrado sempre. É importante saber para quem divulgar e em quais circunstâncias.

O clipping acaba sendo uma forma indireta de medir o retorno de trabalho do assessor de imprensa. Porém, as informações não representam todo trabalho do assessorado, mas sim uma visão parcial dos veículos de comunicação. O assessor comunica o que acha relevante para a empresa e o comunicador divulga o que deseja: às vezes “planta-se uma flor e colhem-se espinhos”, este aspecto é de essencial entendimento para quem ambiciona o assessoramento.

Foto: pablovenegas no Flickr

One Comment

  1. Claudia

    29 maio, 2012 at 9:06 pm

    Muito Interessante !!

    Reply

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Check Also

Despedidos sem justa causa e combate ao trabalho infantil

A Convenção n. 158 da Organização Internacional do Trabalho afirma que um funcionário R…