Home Condições de trabalho Como se relacionar com chefes difíceis

Como se relacionar com chefes difíceis

4 min read
1
Se você não sabe como lidar com um chefe difícil a situação pode ser insuportável

Não há nada de mais indesejado para qualquer tipo de profissional do que possuir um chefe de difícil acesso ou relacionamento. O silêncio no ambiente de trabalho pode causar tenebrosos sentimentos sombrios provindos da demissão. Possuir um líder com pouca apatia é sinal de baixa perspectiva da força produtiva no setor. Conheça algumas dicas de como se relacionar com chefes difíceis.

    • Esteja sempre motivado. Neste sentido é crucial escolher a profissão que mais lhe agrada, pois a satisfação pessoal fara automaticamente com que você se esforce mais para criar novas formas de comunicação. Principalmente quando as especialidades das áreas de formação estão intimamente relacionadas, transformando a relação de certa forma mais amena e confiante.
    • Caso a motivação não surja durante o itinerário o melhor jeito é procurar outro emprego ou setor dentro da mesma empresa, o que de certa forma pode auxiliar na experiência contra situações difíceis.
    • Não adie tarefas. Realizar a meta do trabalho diário que lhe diz respeito é passo crucial para que o relacionamento não piore ainda mais. Em caso de dúvidas sempre pergunte, afinal, independente do nível relação interpessoal existente entre chefe e empregado, todos gostam das atividades bem realizadas e dos objetivos cumpridos. Jamais deixe que a falta de empatia atrapalhe seu desempenho.
    • Não se deixe abater por derrotas mínimas. Isso normalmente acontece com os melhores profissionais. O importante é aumentar a confiança da equipe ao invés do silêncio no ambiente de trabalho.
    • Coloque sempre suas singularidades à amostra a favor da coletividade. Melhorar a produção certamente aumenta o ânimo de todos.
    • Realize um planejamento de contato. Antecipe as respostas e esteja mais preparado para o discurso. Imagine quais críticas podem ser vindas e evite as mesmas. Na hora da abordagem seja paciente, educado e objetivo. Evite julgamentos de realidade ou de valor.
    • Seja bastante profissional nas atitudes. Evite a imagem de vítima ou dependente, ganhe respeito como um trabalhador qualificado que somente necessita de informações para orientação.
    • Procure o formador de opinião do grupo para desvendar dúvidas. Formador de opinião, neste caso, pode ser medido como a pessoa do grupo de empregados que possui mais facilidade em conversar com o chefe, um porta-voz. Normalmente ele possui bastante confiabilidade com os membros superiores.
    • Aguarde o momento do feedback. Existem assuntos que possuem mais efeitos se tratados na frente de todos. Assim o chefe percebe rapidamente que o funcionário está avidamente emprenhado nas funções e que aspira trabalhar qualitativamente em equipe.
Foto: 姒儿喵喵 no Flickr 

One Comment

  1. Raquel

    23 agosto, 2011 at 7:07 am

    Parabèns pela escolha do tema e pela forma que abordou o assunto¡ Abraços.

    Reply

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Check Also

Despedidos sem justa causa e combate ao trabalho infantil

A Convenção n. 158 da Organização Internacional do Trabalho afirma que um funcionário R…