Home Profissões Como ser taxista em Porto Alegre

Como ser taxista em Porto Alegre

4 min read
0
Confira informações sobre como ser taxista em Porto Alegre
Confira informações sobre como ser taxista em Porto Alegre

Porto Alegre representa a cidade destaque no sul do país. Região equilibrada no que tange a distribuição de renda. Neste sentido, grande parte da população possui condições para tomar taxis no intuito de viajar por dentro ou fora da área municipal que possui cerca de dois milhões de habitantes. Repleta de palcos culturais que atraem público do país inteiro representa ótima opção para os motoristas de aluguéis ganharem dinheiro. Confira algumas informações sobre como ser taxista em Porto Alegre.

O serviço de táxi está viabilizado pela Lei Municipal 3.790/1973 que explica as regras para explorar este tipo de serviços nos limites do Estado. Interessante notar que a legislação tarifária mudou em 2008, seguindo os reajustes apontados pelo IGP-M (Índice Geral de Preços no Mercado), estimado pela FGV (Fundação Getúlio Vargas).

Outro ponto que precisa ser ressaltado esta na eliminação das bandeiras três e quatro que acontece há quatro anos por causa da Lei Municipal n° 10.377/2008. Hoje em dia somente existem as bandeiras um e dois, sendo na segunda opção deve ser cobrada taxa 30% superior do que a primeira.

No ano de 2010 foram contabilizados 164 pontos com 153 considerados livres segundo o ciberespaço oficial da cidade. São quase 11 mil condutores cadastrados na EPTC (Empresa Pública de Transporte e Circulação), local que deve ser visitado em primeiro lugar por que deseja ser taxista na região.

Documentos necessários para retirar o ICTP:

  • CNH de categoria estabelecida por legislação Federal
  • Certidão Negativa de Registro e Federal para os crimes contra a vida.
  • Comprovante de Residência no Rio Grande do Sul
  • Comprovante da contribuição do INSS.

Documentos necessários para ser condutor de táxi em Porto Alegre:

  • OBS: Interessados com documentação incompleta não serão atendidos.
  • Presença do condutor e permissionário, caso exista.
  • Inscrição no INSS (Instituto Nacional do Seguro Social).
  • Comprovante de residência dentro no estado gaúcho.
  • Comprovante de aprovação em cursos específicos.
  • Comprovante de pagamento da ICTP (Identidade do Condutor de Transporte Público) Boleto pagável em qualquer instituição bancária.
  • CNH (Carteira Nacional de Habilitação) em dia para exercer este tipo de itinerário. Em caso de documentos antigos (sem foto) é necessário apresentar o RG.
  • Contrato de Cessão veicular em regime colaborativo ou celetista.
  • Certificação Negativa no Registro e Distribuição do Estado em crimes como: Sequestro, tráfico de drogas, corrupção de menores, estupro, furto, roubo e homicídios.

Saiba mais informações acessando o site oficial da Prefeitura de Porto Alegre.

Fonte: Legislação vigente
Foto: elautoperfecto-taxis.blogspot.com.es

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Check Also

Despedidos sem justa causa e combate ao trabalho infantil

A Convenção n. 158 da Organização Internacional do Trabalho afirma que um funcionário R…