Home Condições de trabalho Inteligência emocional e sucesso profissional

Inteligência emocional e sucesso profissional

4 min read
0
Apresentação sobre inteligência emocional no trabalho

É quase impossível separar as emoções da vida profissional, afinal o ser humano ainda não é uma máquina. Os estudiosos dizem que os empregadores devem se preocupar com os aspectos pessoais dos funcionários para que a própria produção não seja abalada. Porém existem muitas empresas que não investem na ajuda psicologia. Sendo assim o trabalhador necessita encontrar alguma maneira para pelo menos amenizar a interferência sentimental. Uma das melhores chaves dos grandes profissionais é saber equilibrar os sentimentos. É necessário possuir inteligência emocional.

As emoções influenciam altamente o raciocínio. Um policial possui uma profissão de alta tensão, caso não haja lógica no pensamento sua vida pode acabar. O mesmo ocorre com a com qualquer tipo de serviço que não arrisca a vida, mas sim a carreira. Quem consegue tomar as melhores decisões nos momentos cruciais acaba sempre sendo mais notado. Normalmente estes instantes estão relacionados com alta tensão, pressão e estresse – uma das doenças que mais matam os seres-humanos atualmente.

A inteligência emocional é definida como a habilidade que o trabalhador possui em equilibrar emoções próprias a fim de agregar êxito na atividade. Um ambiente de trabalho que carrega profissionais com estas características é harmonioso e agressivo ao mesmo tempo. Isso porque os empregados possuem diversos assuntos em comuns sendo que também existe alto desejo de crescer na profissão.

A pessoa que tem este tipo de inteligência normalmente é extremamente racional, prudente e intuitiva. Equilíbrio e senso de justiça são outras características notáveis extremamente úteis para o relacionamento com a equipe à tranquilidade para achar melhores soluções e sabedoria nas decisões tomadas.

Justamente por isso que os inteligentes emocionalmente são promovidos rapidamente. “Este profissional se encontra balanceado, consegue ver as ‘coisas de cima’ e se torna visionário porque sabe negociar, desenvolve aguçada intuição e escuta mais seus líderes e pares”, afirma a gerente de Recursos Humanos da Trevisan Outsourcing, Priscila Soares.

Vale o recado, pessoas são empregadas pelo currículo e despedidas pelo comportamento. Não saber se comunicar de forma qualitativa pode ser crucial. Com o passar do tempo muitos conseguem desenvolver a habilidade. Porém a geração Y não fica atrás. O fato é que esta inteligência pode ser encontrada em qualquer idade.

As pessoas são muito influenciáveis. O cidadão que consegue influenciar o próximo no aspecto positivo à empresa é o que necessita ser visto sempre com olhos qualitativos pelos empregadores que devem fazer o máximo possível para fazê-lo feliz no ambiente do itinerário.

Fonte: Jornal Carreira e Sucesso

Leia mais

Como Brilhar no ambiente de trabalho

Foto: DubsarPR no Flickr

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Check Also

Despedidos sem justa causa e combate ao trabalho infantil

A Convenção n. 158 da Organização Internacional do Trabalho afirma que um funcionário R…