Home Direito O que é cesta básica?

O que é cesta básica?

4 min read
0
Cesta básica
Cesta básica
Em termos gerais a cesta básica representa conceito abstrato que mede o papel de comprar do salário mínimo no sentido de consumir os produtos necessários para a sobrevivência. Neste sentido não são encontradas farturas, ou mesmo alguns tipos de nutrientes para que os seres-humanos vivam vida saudável.

Este tipo de alimentação possui importância no sentido do organismo suprir as necessidades. Interessante notar que esta alimentação representa ponto necessário para responder às demandadas dos organismos, auxiliando assim no desempenho dos trabalhadores durante o itinerário. Proteínas e carboidratos são dois elementos que devem estar compostos nas cestas básicas brasileiras, segundo afirma o DIESSE (Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos).

Empresas que se preocupam com os organismos dos funcionários fornecem maior número de produtos do que as diretrizes estabelecidas por lei. De acordo com o DIESEE a cesta básica brasileira deve ter pelo menos 13 tipos de alimentos distintos.

Crise Mundial e Aumento da Cesta Básica

Como a diminuição da geração de empregos em níveis mundiais junto com a inflação em consequência dos reveses comerciais representa fato que prejudica os preços da alimentação básica no mundo.

Grandes países europeus e os Estados Unidos são conhecidos como nações importadoras, inclusive para o consumo de alimentos. Estatísticas apontam que o Brasil, nação conhecida por não sofrer em níveis consideráveis pela crise de acordo com críticos especializados, obteve aumento de 20% nos alimentos da cesta básica desde o ano de 2007, valor superior ao crescimento do salário-mínimo em níveis percentuais.

O preço também fica superior porque muitas nações preferem investir milhões de grãos no sentido de desenvolver o biodiesel. A relação entre as plantações de milho e o aumento da cesta básica representa ponto em ponto de ebulição nos Estados Unidos da atualidade.

Interessante notar que o arroz e feijão, combinação clássica na dieta dos brasileiros, conquistou aumento de 17%. Não se pode ignorar que o preço dos alimentos prontos no Brasil possuem os valores mais superiores do mundo. Quase todos os especialistas entram em convergência ao afirmar que pagar mais do que 15% em produtos considerados básicos para a existência representa carga pesada demais aos trabalhadores de renda média.

No Brasil a carga tributária está na casa dos 40%. Neste sentido, quem gasta cem reais no supermercado deve deixar quarenta reais adicionais em virtude do imposto. Com a lei das especificações na nota fiscal o sistema de tributos possui pelo menos maiores chances de serem claros e objetivos.

Foto: araraquarahoje.blogspot.com

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Check Also

Despedidos sem justa causa e combate ao trabalho infantil

A Convenção n. 158 da Organização Internacional do Trabalho afirma que um funcionário R…