Home Procura de emprego Procurar emprego em redes sociais

Procurar emprego em redes sociais

4 min read
0

Encontrar um emprego através do Linked InA internet é um ótimo canal de networking para quem procura novas oportunidades no mercado de trabalho, ainda mais para usuários de redes sociais. No entanto, existem serviços mais eficientes do que os populares Twitter e Facebook para atingir este objetivo – sites de relacionamento especialmente criados para isso.

Lançada em 2003, a rede LinkedIn só ganhou uma versão em português em abril deste ano. Desde então, o número de usuários por aqui cresceu significativamente e o Brasil tornou-se o 6º país do mundo que mais utiliza o site. Em vez de adicionar amigos, os membros fazem conexões. Não é possível se conectar com alguém que não te conheça, e só é possível chegar a um profissional desconhecido por meio de contatos em comum, responsáveis pela “apresentação”. O perfil do LinkedIn exibe informações profissionais detalhadas, e ainda dá espaço para que suas conexões publiquem referências e opiniões sobre seu desempenho profissional. Além disso, empresas que têm vagas a oferecer podem publicá-las na rede e utilizar o sistema de busca para encontrar candidatos.

Embora seja a rede mais conhecida e difundida no Brasil, o LinkedIn não é a única opção para quem procura emprego pela internet. O Eacademy, que só possui versão em inglês, também permite que usuários mantenham um perfil com suas atribuições profissionais, além de fornecer conteúdo com informações relevantes para o mercado de trabalho. A rede possui comunidades que agrupam seus membros de acordo com seus perfis e afinidades, com espaço para discussões.

Já o site brasileiro Indica oferece uma abordagem diferente. Nesta rede, existem indicadores, pessoas responsáveis por descobrir e apontar os profissionais adequados às vagas anunciadas. O pouco conhecido Plaxo é outro canal, que possibilita integração com redes sociais comuns e tem espaço para divulgação de dados profissionais e compartilhamento de ofertas de emprego.

Também é possível fazer networking, mostrar seu perfil profissional e encontrar emprego em redes sociais que não foram criadas para este fim. Quem tem conta no Twitter pode seguir o perfil @trampos, que divulga vagas abertas na área de comunicação em todo o país. No entanto, a dica para quem está procurando emprego – seja por meio de redes sociais ou não – é ter cautela com tudo o que é postado. Empregadores costumam colocar o nome de eventuais candidatos no Google, e caso encontrem posts com conteúdo que não lhes agrade ou com erros de português, podem descartar a pessoa imediatamente.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Check Also

Terceiro setor é boa oportunidade para jovens profissionais

O terceiro setor, formado por organizações representativas da sociedade civil, como ONGs, …