Home Formação Programa Universidade para Todos (ProUni)

Programa Universidade para Todos (ProUni)

4 min read
2
Programa Universidade para Todos (ProUni)

O objetivo do programa é o de ampliar as chances de quem não possui chance de pagar os altos preços cobrados por faculdades e universidades. O país ainda possui uma pequena porcentagem de cidadãos com ensino superior completo, onde o desenvolvimento econômico nacional ainda espera por uma remessa de trabalhadores realmente preparados. Veja como funciona o Programa Universidade para Todos (ProUni).

O projeto surgiu no ano de 2004, sendo regido e oficializado pela Lei nº 11.096/2005. Sua finalidade é a de conceder bolsas para cidadãos que almejam cursos de graduação ou técnico, sendo que as instituições que participam recebem diversos tipos de descontos relacionados com a prestação de tributos. Uma boa saída para os empresários do segmento uma vez que o Brasil é conhecido também pelo país dos impostos.

Depois da efetivação do oferecimento de bolsas integrais a condição social para ingressar na oportunidade foi um pouco ampliada, o que na prática acaba também auxiliando a classe média.

Pré-requisitos para entrar no ProUni:

  • Não ter cursado nenhum tipo de curso superior
  • Certificado de conclusão do ensino médio
  • Ter média de 400 pontos conquistados no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) do ano anterior ao da vaga concorrida

Requisitos especiais

  • Pessoas com deficiência física e que possa comprovar a mesma no ato de inscrição
  • Professores que exercendo o magistério

Para bolsas integrais:

  • Ter preenchido os três pontos demonstrados a cima
  • Renda familiar que não ultrapasse um salário mínimo e meio por pessoa residente

Para bolsas parciais:

  • Três salários mínimos de renda para cada familiar
  • Ensino médio cursado em qualquer instituição de ensino estadual
  • Ensino médio concluído em escola particular com bolsa de estudos

Inscrições: As aberturas para o ingresso ao programa normalmente abrem no final dos meses que antecedem as férias, ou seja, junho e novembro.  Os candidatos são chamados para três convocações, escolhidos devido à média conquistada no Enem do ano anterior.

Para se inscrever basta informar dados relacionados com o Enem, mais o CPF, dentro do endereço eletrônico oficial do ProUni. Quem não se lembra dos números pode resgatá-los no site do Exame Nacional do Ensino Médio.

Os selecionados devem comparecer na faculdade ou universidade com todos os documentos requisitados na ficha de inscrição. Caso a secretária da instituição de ensino solicitar algum papel extra não se assuste, por vezes o procedimento é realizado no intuito de verificar as informações que estão sendo apresentadas.

Por fim, as instituições podem promover processo seletivo entre os selecionados, todas estão autorizadas a seguirem os próprios critérios de seleção desde que estes sejam imparciais.

2 Comments

  1. Daniel Luque

    20 outubro, 2011 at 1:48 pm

    Realmente é um projeto muito interessante. Obrigado pelas informações.

    Reply

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Check Also

Despedidos sem justa causa e combate ao trabalho infantil

A Convenção n. 158 da Organização Internacional do Trabalho afirma que um funcionário R…