Home Formação Projeto Learning for Life

Projeto Learning for Life

5 min read
0
O programa mais popular de Learning for Life é o que é pretendido para Bartenders

Desde o ano 2000 o Learning for Life está avidamente presente no Brasil proporcionando um pouco mais de oportunidade à enorme população carente existente em qualquer um dos Estados da federação. Todos os cidadãos entre 18 e 29 anos estão habilitados para participar do programa.  As pessoas são transformadas em profissionais especialistas no trabalho em lojas, bares, hotéis, casas noturnas, restaurantes, entre outros estabelecimentos de varejo. O programa é destinado à população carente brasileira e já existe há mais de dez anos.

A ideia foi posta em prática pela empresa Diageo em toda América Latina incluindo o Caribe. O selo é o grande líder na produção de bebidas alcóolicas tipo premium renomadas no mercado, como whisky Johnnie Walker  e a vodca Smirnoff.  Existem diversos parceiros na linha acadêmica que auxiliam na elaboração de conteúdos programáticos dos cursos atuando nas esferas teóricas ou práticas.

Na prática a empresa também aproveita a enorme perspectiva mercadológica que existe nestes países. Grande parte das regiões possui diversas belezas paradisíacas, contudo os serviços ainda não conseguem atender toda a demanda turística e os preços por vezes ficam bastante caros, principalmente para turistas estrangeiros que sofrem de alguma maneira com a crise econômica mundial.

Neste âmbito, a Diageo auxilia não só na qualidade da sua mão-de-obra como também no desenvolvimento dos serviços dos países inclusos em seus programas. Sempre aprimorando profissionalmente os jovens de acordo com o padrão qualitativo que a marca acarreta.

“O projeto no Brasil tem 10 anos e no restante dos países, o Learning for Life foi compreendido como uma causa de qualificação de jovens que poderia ser ligado diretamente ao negócio da empresa”, explica Tatiana Correa, coordenadora social da empresa.

A Copa do Mundo de 2014 e as Olímpiadas de 2016 são fortes fatores para que o empreendimento continue expandindo seus horizontes dentro de terras tropicais.  “Enxergamos o projeto Bartender e o Turismo, neste momento de oportunidades e grandes eventos esportivos em que o Brasil se encontra, como uma ótima oportunidade. Estamos focando e olhando para as cidades sedes para focar mais nas necessidades de cada uma”, é o que diz a Correa.

O programa que mais possui destaque é o de Bartender. Nele os trabalhadores trabalham com eventos relacionados com os apreciados produtos que a empresa produz. Existe um padrão bastante diferenciado em todo o atendimento proporcionado, neste sentido os cursos oferecidos possuem um papel fundamental para que a produção continue liderando o mercado. Ressalta-se que 75% dos formados participaram deste programa.

O turismo também possui destaque. Os aprovados trabalham em redes hospitalares e hoteleiras na área de recepção ou guia turístico. Vale dizer que só no ano passado mais de 25 munícipios brasileiros participaram do projeto. Desde o início são contabilizados mais de 12 mil cidadãos formados. O maior critério para participar é possuir baixo poder aquisitivo que deve ser prontamente provado pelos candidatos.

Foto: jefferysclark no Flickr 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Check Also

Despedidos sem justa causa e combate ao trabalho infantil

A Convenção n. 158 da Organização Internacional do Trabalho afirma que um funcionário R…