Home Salário do trabalhador Ranking da média salarial por estados

Ranking da média salarial por estados

4 min read
0
Veja o ranking da media salarial brasileira por estados
Veja o ranking da média salarial brasileira por estados

Brasil representa uma das poucas regiões onde o desemprego não foi afetado consideravelmente. Com a efetivação do salário mínimo, a tendência para os próximos índices é de aumento para todas as regiões do país. A renumeração mínima para 2015 está fixada em R$ 800, demonstrando que ao longo prazo este índice também possui grande expectativa de crescimento. Entretanto, caso a inflação aumente também, trabalhadores comuns possuem grande chance de conquistar pouca rentabilidade no futuro.

Segundo último estudo relacionado com o Censo, o salário médio do brasileiro está equivalente a R$ 1.202, quase dois salários mínimos (R$ 622). O número contabiliza apenas os cidadãos que declararam renda, praticamente 2/3 da população de 190 milhões. Conheça os 12 estados com maior renda salarial no Brasil por Estado:

  • Distrito Federal: R$ 4.635
  • São Paulo: R$ 2.853
  • Santa Catarina: R$ 2.636
  • Rio de Janeiro: R$ 2.630
  • Rio Grande do Sul: R$ 2.403
  • Paraná: R$ 2.364
  • Amapá: R$ 2.252
  • Espírito Santo: R$ 2.205
  • Goiás: R$ 2.183
  • Mato Grosso do Sul: R$ 2.169
  • Maranhão: R$ 1.247
  • Piauí: R$ 1.354

Foram visitados quase 68 milhões de domicílios em 5.565 municípios. Dados computados podem sofrer alterações até setembro de 2012, quando será divulgado resultado oficial sobre trabalho e renda em 2010.

Estão contabilizados todos os trabalhadores, formais e informais, desde que tenha fonte de renda declarada.  Relatório aponta que mesmo com a ligeira diminuição dos últimos anos, esta diferença ainda esta muito atenuada.

Interessante notar que moradores da cidade ainda continuam ganhando mais do que os rurais, este representa principal ponto de desiquilíbrio no estudo. No ano 2000, a taxa do Censo apontava para R$ 1.117, com salário mínimo de R$ 180 contra movimentos inflacionários exorbitantes.

Atualmente, os maiores números estão encontrados nas regiões Centro-oeste e Sudestes, R$ 1.422 e 1.396 respectivamente, enquanto que no Nordeste ainda existe a menor média, com R$ 906, evidenciando a diferença de rentabilidade entre estas três regiões brasileiras.

Contabilizando todas as pessoas residentes na mesma casa, ou seja, o índice de rendimento residencial, foi registrado R$ 2.222. Interessante notar que até mesmo casais separados com filhos ou não entram na contabilidade da média salarial nacional.

Há diferença notória neste número entre os moradores das cidades e do campo. Urbanos contam com R$ 2.407 enquanto que campais apresentam R$ 1.051. Esta diferença aumentou consideravelmente nos últimos anos, evidenciando que a diferença da rentabilidade interna aumenta junto com os valores divulgados sobre esta média geral.

Leia mais :
Variação do salário mínimo desde 2002
Cesta básica e salário mínimo 2012
Brasil ocupa sexta posição no ranking da América Latina

Fonte: Portal.inep.gov.br

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Check Also

Despedidos sem justa causa e combate ao trabalho infantil

A Convenção n. 158 da Organização Internacional do Trabalho afirma que um funcionário R…